As quizilas, as réplicas e tréplicas inerentes ao pathos convivial — contraparte necessária ao pathos da distância constitutivo da linguagem da poesia — nos condenam a uma atitude de análise em que o importante é nos sentirmos implicados quer nos logros, quer nas pertinências que denunciamos.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

extrato de política estética


ainda que seja impróprio e insuficiente classificar uma arte de burguesa, revolucionária, conformista ou socialmente relevante, sob o ponto de vista de modelos derivados do esforço estético que mira tão somente o sublime, a produção de situações humanas ilustrativas do “profundo” e do “essencialmente natural”, o que se procura indagar: vazada nesses contornos, em algum momento essa estética questionaria sua inclinação a repetir-se?

Cândido Rolim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores